Alexandre Baldy descarta ser suplente de Meirelles para o Senado: ‘Ou eu sou a opção, ou tô fora’

Presidente do Progressistas em Goiás, Alexandre Baldy negou em entrevista que tenha interesse de ser suplente na chapa do pré-candidato ao Senado, em 2022, Henrique Meirelles (PSD).

À Rádio Bandeirantes, o pepista ressaltou a sua vontade de ser candidato ao Senado e que buscará articular para isso. Ele foi categórico ao dizer que caso o seu nome não dispute o pleito, ficará de fora da eleição.

“Primeiro que nunca passou e nem nunca foi ventilado a possibilidade de estar suplente de chapa, sobretudo com todo respeito ao Henrique Meirelles. Eu até fiz uma postagem quando saiu este assunto que eu tenho o seguinte objetivo, ou eu sou a opção, ou tô fora de qualquer cogitação, portanto o meu desejo é ser candidato, ou eu não participo das eleições”, explicou.

Alexandre Baldy foi ministro das Cidades no governo do presidente Temer e atualmente é secretário dos Transportes Metropolitano do Estado de São Paulo. Ele também explicou que no momento o PP não fez aliança com Ronaldo Caiado para 2022. Que a posição da legenda será apresentada na hora certa.

“Não está definido, não há nenhum acordo para as eleições de 2022 entre nós do Progressista. Tanto o governador Ronaldo Caiado tem toda liberdade pra poder articular, para poder desenvolver relações sejam conosco, sejam com outros, assim como nós também. Nós vamos ajudá-lo no governo para que ele tenha sucesso, agora se essa relação administrativa porventura desencadear numa possibilidade que possa estabelecer essa aliança política-eleitoral para 2022, ela não foi hoje discutida, ela será no seu momento oportuno”, pontua o presidente.

Nos bastidores da política comenta-se que Ronaldo Caiado deve apoiar Henrique Meirelles para o Senado, mas que há também outros nomes colocados à disposição do governador, para serem avaliados, como o deputado Delegado Waldir (PSL), Zacharias Calil (DEM) e João Campos (Republicanos). Luiz do Carmo (MDB) também quer buscar a reeleição na chapa governista. O democrata tem reiterado que a escolha será em base do nome melhor colocado nas pesquisas.

O governador já anunciou seu vice na chapa que disputará em 2022, o presidente do MDB em Goiás, Daniel Vilela. O nome do emedebista foi antecipado praticamente a um ano da eleição. Em 24 de setembro, num evento do MDB, Ronaldo Caiado confirmou o nome de Daniel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s