7 de setembro: Casos de embriaguez ao volante crescem 425% nas BRs de Goiás

Casos de embriaguez ao volante tiveram aumento de 425% nas BRs de Goiás neste feriado de 7 de setembro, que marca a Independência do Brasil. A comparação é feita com o mesmo período de 2020.

Dados são de balanço parcial da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e foram colhidos entre os últimos dias 3 e 5.

Casos de embriaguez ao volante tiveram aumento de 425%

De acordo com a análise, em 2020, a PRF registrou oito casos de alcoolemia nas rodovias federais que cortam o estado de Goiás. No entanto, em 2021 esse número subiu para 42 casos durante o mesmo período analisado, totalizando um crescimento de 425%.

O volume de casos preocupa agentes federais. Isso porque das seis mortes registradas no ano passado nesse período, cinco decorreram de embriaguez ao volante.

Tráfego nas BRs de Goiás deve continuar intenso até o fim do feriado

Ao Mais Goiás, o inspetor Newton Morais informou que a movimentação nas BRs de Goiás deverá se manter alta até a noite desta terça-feira (7).

“A recomendação de segurança é que os motoristas voltem cedo, pois durante o fim da tarde e noite as pistas ficam mais cheias e o risco é maior, com animais, queimadas que são comuns nesta época do ano”, alertou.

Ainda segundo Newton, é normal que os condutores estejam cansados e apressados para voltarem para casa, o que, muitas vezes, pode resultar em imprudência e consequentes acidentes e mortes.

“Estaremos reforçando a fiscalização, mas o motorista precisa fazer a parte dele, dirigindo com paciência e prudência”, reforçou.

O cuidado deve ser redobrado nas rodovias que fazem conexão com municípios de atrações turísticas, como é o caso das BRs 153, 414, 060, 364. Segundo ele, além da grande movimentação decorrente do feriado, essas vias também são frequentemente usadas por veículos de grande porte.

Mais infrações que chamam atenção neste feriadão de 7 de setembro

Ainda segundo os agentes rodoviários, o número de infrações como o uso de celular durante a direção, ultrapassagens indevidas e a não utilização das cadeirinhas infantis também apresentaram aumento em 2021.

Segundo as anotações, em 2020 foram registrados 14 motoristas usando o telefone ao dirigir, nove casos de crianças sem cadeirinha e 237 infrações por ultrapassagens perigosas.

Já neste ano, a polícia contabilizou 21 condutores utilizando o celular, 10 crianças fora da cadeirinha e 382 ultrapassagens indevidas.

Casos de redução em relação ao mesmo período de 2020

Apesar das infrações mencionadas terem apresentado alta em comparação ao ano passado, o balanço parcial revela que houve queda no número total de infrações, na quantidade de acidentes, pessoas feridas e mortes nas BRs de Goiás em 2021.

De acordo com o balanço, o número total de infrações de 2020 foi de 1.237 casos, enquanto neste ano somaram apenas 1.203. Já o número de acidentes, feridos e mortos de 2020 foram de 25, 26 e seis óbitos, respectivamente. Enquanto em 2021, foram registrados 21, 22 e um óbito, respectivamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s