Durante visita em Goiânia, Meirelles garante que disputa o Senado em 2022

O ex-ministro Henrique Meirelles, atual secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, e o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, cumprem agenda em Goiânia nesta sexta-feira, 25. Durante coletiva, Meirelles reforçou que será candidato Senado em 2022 por Goiás, além das conversas e possibilidades de alinhamento político para as eleições do ano que vem.

Ainda em agenda, os líderes devem  visitar o governador Ronaldo Caiado (DEM) e o presidente da Alego, Lissauer Vieira. Meirelles destacou que tem uma relação de longo tempo com o governador. “Agora evidentemente que a posição do partido será tomada em conjunto. Tudo no seu devido tempo”, afirma ao citar possibilidade de aliança partidária.

Questionado se existe a possibilidade de estar na chapa composta por MDB e DEM, com a aproximação entre Caiado e Daniel Vilela, Meirelles disse: “É uma possibilidade sem dúvidas, mas nada definido. Recebi sim uma visita do Daniel Vilela, em que ele expressou uma grande satisfação em estar comigo e certamente isso tudo será discutido. Essa decisão será em conjunto”, pontuou o ex-ministro.  

Candidatura em 2022

Na avaliação de Meirelles, a disputa de 2022 será feita com um partido forte. “Não há dúvida. […] vamos disputar a eleição com força e vigor com um partido forte e que está crescendo. E como eu disse, eu tenho uma grande honra de representar o estado de Goiás e de fato cumprir os oito anos de mandato. Muito importante que isso fique claro. Tenho um compromisso como esse estado e evidentemente assumindo o mandato de senador da República vou usar toda minha referência para ajudar”, ressalta.

Sobre sua filiação ao PSD, Meirelles ressaltou sua disposição na candidatura do ano que vem. “Tive muita honra de voltar o partido para uma candidatura ao Senado Federal e aceitei com muita honra. Estamos aqui, todos juntos trabalhando e estamos fazendo a construção de um projeto. Estou muito feliz de estar aqui  de volta em Goiás. Estamos aqui dispostos a servir o estado”, disse.

Em relação a agenda em Goiás, o ex-ministro disse que tem um planejamento e que a migração eleitoral será realizada em breve . “Já tenho feito uma série de compromissos. Isso é o primeiro ponto aqui em Goiás. A minha convivência aqui em Goiás sempre se manteve, sempre existiu e será mantida agora. Em relação ao domicílio eleitoral é uma questão pontual e vamos fazer o mais rápido possível, inclusive já estou providenciando isso”, conclui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s