Após contestações, Prefeitura de Goiânia suspende contratação de empresa que aplicaria vacinas contra Covid

A Prefeitura de Goiânia anunciou nesta sexta-feira (21/05) que o pregão que faria a contratação de uma empresa para aplicar até um milhão de doses das vacinas contra Covid-19 foi suspenso. Ele aconteceria hoje e foi adiado ainda sem data prevista. “Para alteração das especificações contidas no Edital e seus anexos”, pontua o documento de adiamento.

Por meio de nota, a Prefeitura de Goiânia informou que o motivo do adiamento se dá “para fins de esclarecimento junto ao Tribunal de Contas do Município (TCM)”. De acordo com o jornal O Popular, a DNA Gyn, empresa de saúde que trabalha com testagens e com aplicação de vacinas fez uma contestação ao TCM. Segundo a empresa, o edital restringe a concorrência por conta das exigências documentais.

O ponto chave da questão é que uma das exigências pela empresa contratada é que ela deve já ter aplicado mais de 500 mil vacinas, o que torna a competitividade do certame reduzida. 

Em nota encaminhada ao Diário de Goiás na última terça-feira (18/05) a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Goiânia disse que o objetivo do certame era dar mais celeridade ao processo de vacinação na capital.Advertisement

“A SMS esclarece ainda que, além do quadro técnico que já existia, realizou contratos temporários e credenciamento de mais profissionais para a campanha de vacinação, firmou parcerias com inúmeras instituições privadas e públicas, mas que, mesmo assim, há uma sobrecarga de mais de um ano de pandemia nos trabalhadores da saúde que trabalham com carga horária estendida, inclusive em feriados e finais de semana”, explica.

Além da vacinação contra o coronavírus, os profissionais da saúde de Goiânia concomitantemente trabalham na vacinação da influenza H1N1, desta forma adicionando mais trabalho a toda equipe, isto é, mais uma necessidade, entende a secretaria, para que uma empresa possa auxiliar neste trabalho.

“Os trabalhadores ainda atuam na Campanha de Vacinação de Influenza e na testagem ampliada da população. Daí a necessidade de um incremento na estratégia adotada atualmente para um melhor planejamento para atendimento dos goianienses. Haja vista que se trata de uma Campanha atípica devido a irregularidade no fornecimento de doses por parte do Ministério da saúde”, completa a a nota da secretaria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s