Operação nacional contra exploração sexual infantil cumpre mandados em Goiás

Um operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpre, nesta terça-feira (18/5), mandados de busca e apreensão contra uma rede nacional de exploração sexual infantil. As ações acontecem em Goiás e em outros 17 estados, além do Distrito Federal (DF).

De acordo com a Polícia Civil, esta é uma das maiores investigações contra a pedofilia e os agentes conseguiram identificar diversos grupos que trocavam fotos e vídeos pela internet contendo imagens de crianças e adolescentes praticando sexo ou de cunho pornográfico.

Segundo as investigações, até bebês apareciam no material pornográfico interceptado durante a ação, batizada de Operação Lótus.

No total, 68 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nos 18 estados e no DF. Até o momento, três pessoas foram presas.Apesar de não ter mandados de prisão, se a equipe policial flagrar pornografia infantil em algum endereço, o alvo é preso em flagrante.

Em Goiás, cinco pessoas são alvo da operação. Os outros estados são: Bahia (5 alvos), Ceará (3), Distrito Federal (1), Espírito Santo (3), Maranhão (1), Mato Grosso (2), Minas Gerais (6), Pará (4), Paraná (1), Pernambuco (2), Piauí (1), Rio de Janeiro (9), Rio Grande do Norte (1), Rio Grande do Sul (6), Rondônia (1), Santa Catarina (1), São Paulo (15) e Sergipe (1).

Ação da Polícia Civil marca Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) realiza, nesta terça-feira (18/5), uma ação educativa que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil. O objetivo é alertar, conscientizar e encorajar a população a denunciar a violência contra crianças e adolescentes.

De acordo com a PCGO, os números de assédio sexual contra crianças caíram 55% de 2019 para 2020, segundo dados do Observatório de Segurança Pública, da SSP-GO. Nos três primeiros meses de 2021 não houve registro desta natureza criminosa no Estado. Já os crimes de estupro, praticados contra crianças em Goiás, diminuíram 13,97% de um ano para o outro.

Foto: Divulgação/ Polícia Militar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s