Câmara Municipal aprova projeto que coloca igrejas como atividade essencial durante a pandemia

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou nesta terça-feira, 11, o Projeto de Lei que define as atividades religiosas como essenciais na pandemia da Covid-19, na capital. Apenas dois vereadores da Casa votaram contra, sendo eles, Mauro Rubem (PT) e Aava Santiago (PSDB).

A votação e aprovação veio depois que a Câmara manteve o veto do Executivo ao projeto semelhante do vereador Gian Said (MDB). A prefeitura  pontuou ao vetar que a definição de essencial era de competência do prefeito. 

Na Casa, o projeto de Gian foi aprovado por unanimidade e com o veto houve certa insatisfação. Na época, a indicação foi de que a Câmara derrubasse o veto e votasse contrário ao Executivo. Após os episódios, os vereadores aprovaram a manutenção do veto e passagem do texto da Prefeitura, seguindo a orientação do líder de Rogério Cruz, o vereador Sandes Júnior (PP).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s